Criança Desobediente e Mentirosa, Como Educar?

Tempo de leitura: 5 minutos

Criança Desobediente e Mentirosa,

Como Educar?

Mentira, Teimosia e desobediência, castigar ou educar? Eis a questão!

A educação dos filhos é um momento importante na vida do casal e pode ser uma tarefa muito difícil, principalmente quando as coisas não acontecem conforme o planejado. Educar uma criança não é tarefa fácil mesmo, principalmente quando se trata destes fatores, como desobediência, mentira e teimosia.

Ter filhos teimosos, mentirosos ou desobedientes (ou as três coisas na pior das hipóteses) é muito comum nas famílias brasileiras e mundiais. Evitar que eles se tornem teimosos, desobedientes ou mentirosos é uma tarefa simples, mas com a falta de tempo que muitas famílias têm de lidar, tudo fica mais difícil, e isso é fundamental antes que se tornem adultos problemáticos!

Como orientar seu filho?

Existem duas situações na hora de educar os filhos em relação à mentira, teimosia e consequentemente a desobediência: a primeira é evitar que eles adquiram estas características. A segunda é corrigir estes problemas quando as crianças já se tornaram teimosas, mentirosas ou desobedientes. Acredite, tente evitar, porque corrigir é realmente muito mais difícil. Não só na hora de educar, mas principalmente na hora de corrigir, é preciso que pais e filhos falem a mesma língua, ou seja, você precisa usar palavras e exemplos que a criança entenda.

Castigar ou educar a mentira e teimosiaMuitos pais usam a punição física (e isso pode ser apenas palmadas de leve), mas esta não é a solução ideal, tampouco considerada uma solução. A punição física ou que acontece quando os pais se excedem por causa da raiva pode até funcionar no primeiro momento. O grande problema é criar um filho revoltado ou ainda mais problemático no futuro. Portanto, tente não dar palmadas, não gritar, não se mostrar nervoso ou com raiva do seu filho.

A criança precisa saber quem está no comando. Defina um padrão e siga-o sempre. A educação dos filhos é baseada em padrões. Se você proíbe um filho de fazer alguma coisa, proíba sempre.

Se a decisão final sobre ele fazer alguma coisa é do pai, é o pai quem deve sempre dar a resposta final. Mudar estes padrões pode confundir a criança e fazer com que ela se torne teimosa e birrenta para conseguir o que quer.

familia-lendo

Mantenha o diálogo sincero com seu filho. Muitos casais utilizam da mentira para tentar convencer o filho a fazer algo que é certo. O que é um grande erro, pois os filhos observam muito os pais e seguem seus exemplos.

É necessário e imprescindível que os pais sempre digam a verdade, sejam espelho para seu filho e ele terá menos chances de se tornar teimoso ou mentiroso no futuro próximo. Seu filho terá uma educação melhor e você poderá sentir orgulho dele para sempre.

sapo

Uma excelente forma de educar seu filho com relação a este tema é se aproveitar das histórias infantis para criar uma relação ou analogia entre personagem/desfecho da história e a situação real que está acontecendo e deve ser tratada no momento com seu filho. Mostre as consequências que ele terá por contar mentiras ou ser teimoso.  Dizer a verdade é sempre o melhor caminho!

Tratamos este assunto na história do SAPO BETO, personagem da coleção A VILA DOS ANIMAIS, onde sua insistência e teimosia lhe trouxe sérias consequências no fim da história. A tarefa dos pais neste exercício, seria algo parecido com ” Lembra-se do que aconteceu com o Sapinho quando foi teimoso?”

Você deve fazer com que a criança confie em você a ponto de te contar o que houve e por que mentiu, para que você possa mostra a ela o erro que ela cometeu e entenda que precisa se responsabilizar por ele. Não pressione ou ameace, “converse”, caso contrário uma mentira pode puxar outra por medo de ser punido. Criança mentirosa, perde credibilidade inclusive entre os colegas (o que já é uma punição) e isso pode causas danos, se não for conversado no seu dia a dia.

A teimosia começa geralmente quando você ou a criança não levam a sério determinado assunto que deveria ser tratado com seriedade e acaba sendo dito em tom de brincadeira. A criança pode entender que pelo fato de você não ter dito com seriedade, ela pode começar a insistir, levando à teimosia.

Um dos erros mais comuns que os pais costumam cometer, é o de achar engraçado quando seu filho ainda bebê faz algo “errado” e os pais se divertem com isso. A medida que os filhos crescem, o que era engraçado cada vez mais passa a ser vergonhoso diante dos outros. Aí os pais começam a corrigir e querer punir a criança por coisas que até então achavam divertidas. A criança por sua vez vai achar que estão sendo injustos com ela e usará de teimosia.

Lembrem-se os pais devem ser sempre o exemplo para seus filhos, se você está acostumado a agir de uma maneira com um assunto e de repente muda, consequentemente a criança vai fazer o mesmo! Diante deste histórico de mentiras e teimosias, naturalmente já se tornaram filhos desobedientes.

O que fazer com filho desobediente?

Não se tem um manual de como educar filhos desobedientes. Na verdade exige-se muita dedicação e paciência para que a criança aprenda desde cedo a importância dos valores e do respeito, que é a base de uma boa edução.

É natural que os filhos questione a autoridade dos pais até que possam entender a hierarquia. Para tanto é preciso estabelecer limites para que a situação não saia do controle, conforme seu filho for crescendo. O que funciona bem também são mudanças de comportamento, para que você e seu filho se entendam de vez e se tornem mais próximos, amigos e companheiros!

É muito importante saber aproveitar o momento de contar histórias para educar seu filho de forma lúdica. Você pode baixar o nosso e-book com 23 dicas de como contar histórias para seu filho clicando aqui.  E lembre-se, Educar é mais fácil que Corrigir!

Ajudando a desenvolver virtudes e bons valores!

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente um conteúdo de extrema importância! Que irá ajudar muito você e seu filho nos melhores momentos de suas vidas!>

Deixe seu comentário abaixo!

comentários