Separação ou divórcio! Como proteger seu filho?

Tempo de leitura: 2 minutos

A separação dos pais que afeta os filhos

O divórcio tem se tornado algo recorrente na vida de casais brasileiros. Poucos casais cumprem os votos promovidos no altar e, para retomar a felicidade, optam pela separação e por buscar novos rumos na vida. Uma nova casa, um novo relacionamento… Enfim, uma nova vida. Porém, muitas vezes, o casamento atrela a nós uma criança fruto do antigo amor. O maior bem do casal, sem dúvidas.

A dúvida do amor durante uma separação.Saber da separação dos pais é um grande abalo na vida da criança. A dúvida sobre o amor, o repensar sobre a vida e a desconfiança de saber se os pais realmente se importam com a felicidade do filho. Todos esses pensamentos invadem a mente de uma criança entre os 7 e os 10 anos, por exemplo.

Conviver com discussões é comum para uma criança de pais divorciados e isso pode influenciar em demasia cada atitude que essa criança tomará na vida adulta. Quando se é privado do amor da mãe pelo pai ou do pai pela mãe, a criança começa a desconfiar do amor de seus pais pelo filho. Se o culpado da separação foi ele, se o culpado pelas brigas era ele, se o culpado do fim do amor entre duas pessoas foi responsabilidade de uma criança. Parece besteira pensarmos que isso passa pela cabeça de alguém tão jovem, mas acreditem, passa.

Quando a decisão do divórcio é tomada, a principal função dos pais não é se preocupar em construir um novo relacionamento, um novo lar ou um novo emprego. O principal é fazer com que seu(s) filho(s) não se sinta como o culpado da história, como os carrascos pelo corte da vida dos pais. É de suma importância para o crescimento psicológico da criança que os pais façam com que essa transição da vida seja confortável para seus filhos.

Explique a rezão da separação para evitar a confusão mental em seu filho.

Explicar a razão real da separação, deixar a criança responder sentimentalmente a isso, não mentir ou omitir informações e permitir que a criança tenha seu tempo para lidar com a situação vivida no momento de transição familiar. Essas são apenas algumas de diversas dicas de como os pais devem se portar mediante uma situação de divórcio. Mas o mais importante entre todas as dicas é: não deixe, um dia sequer, por pior que seja, de demonstrar que ama seu filho e que ele é o culpado, unicamente, por sua felicidade diária.

 

Ajudando a desenvolver virtudes e bons valores!

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente um conteúdo de extrema importância! Que irá ajudar muito você e seu filho nos melhores momentos de suas vidas!>

Deixe seu comentário abaixo!

comentários