Como ajudar seu filho a aprender com os próprios erros?

Tempo de leitura: 3 minutos

Aprender com os próprios erros?

Todos nós erramos, não é mesmo? E não estamos falando só da fase da infância ou adolescência, já que os erros são constantes e prometem seguir ao nosso lado em todas as etapas da nossa vida – no meio acadêmico e profissional, principalmente. E por mais que, na maioria dos casos, os consideremos negativos, a verdade é que os erros têm muito a nos ensinar.

E certamente a época em que tanto os erros como os aprendizados são constantes é durante a infância. Mas o cuidado deve ser redobrado durante esta fase, para que tais erros não acabem se tornando traumas que serão carregados para o resto da vida.

E como será que os pais da criança podem ajudá-la nesse momento em que a aprendizagem da experiência é tão frequente e constante?

A missão dos pais é … permitir os erros

ajudar seu filho a aprender com os próprios erros é realmente uma missão quase impossível!
Imagem do Filme Missão Impossível

Na tentativa de evitar que os pequenos errem, se equivoquem e, é claro, comentam erros, muitos pais repreendem situações de forma instantânea: não deixar o filho chorar em determinada situação é um exemplo que, inclusive, é um dos fatores que se responsabiliza por adultos que se tornam resistentes às emoções.

é a melhor forma de aumentar a resiliência das crianças, assim como sua capacidade cognitiva, autoconfiança e felicidade
Desenvolver Habilidades

A partir do momento em que os pais permitem que a criança erre e que, consequentemente, se arrependam, é a melhor forma de fazer com que elas não voltem a repetir aquele determinado comportamento. Além disso, segundo especialistas, essa é a melhor forma de aumentar a resiliência das crianças, assim como sua capacidade cognitiva, autoconfiança e felicidade.

Quando os pais permitem que as crianças lutem e cometam seus próprios erros, eles também garantem que elas possam desenvolver habilidades de duas grandes origens: emocionais e sociais. Quando o(a) pequeno(a) começa a interagir com amiguinhos da mesma idade, quando começa a ir à escola e assim por diante.

E assim que um comportamento negativo é ‘respondido’ por outra atitude negativa, lá devem estar os pais para mostrar à criança o quanto aquilo foi errado e, é claro, o que ela pode mudar da próxima vez para que o receptor de sua ação a veja de forma positiva.

os pais devem tomar cuidado para evitar os traumas que também podem surgir dos erros
cuidado para evitar os traumas

Mas, lado a lado com isso, os pais devem tomar cuidado para evitar os traumas que também podem surgir dos erros. Neste caso, permitir o erro e fazer com que a criança permaneça no mesmo não é uma boa atitude, mas pelo contrário: o pai deve orientar para que aquilo não volte a acontecer, com calma e cautela, evitando assim maiores transtornos.

Lisbela a Tartaruga Vaidosa

Na coleção A vila dos Animais que faz parte do CLUBE LEITURA INFANTIL, temos como exemplo a Tartaruga Lisbela, personagem da história “Lisbela a Tartaruga Vaidosa”, que erra pelo excesso em sua aventura, mas tem uma lição durante a história e aprende. Ela aprendeu com um erro e isso pode ser usado como exemplo para seu filho. O clube Leitura Infantil é a versão digital de um projeto que existe fisicamente aqui em Brasília/DF. Este projeto teve uma grande aceitação principalmente das crianças, inclusive as histórias foram indicadas pelos educadores e farão parte da lista de material escolar complementar no ano letivo de 2016 de várias escolas da região.

Você pode ter mais informações sobre o projeto físico no artigo http://www.leiturainfantil.com.br/projeto-a-vila-dos-animais/

Ajudando a desenvolver virtudes e bons valores!

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente um conteúdo de extrema importância! Que irá ajudar muito você e seu filho nos melhores momentos de suas vidas!>

Deixe seu comentário abaixo!

comentários